O Olho - um jornal patriota e brincalhão


DE REPENTE

De repente o Rio Maravilha clareou dentro de mim, e eu fiquei surpreso ao verificar que é um privilégio morar no Rio de Janeiro. Esse Rio tantas vezes espelhado nos romances de Aloísio Azevedo, José de Alencar, Machado de Assis e muitos outros. Mesmo tendo que, na atualidade, passar por transtornos protagonizados por humanos, especialmente políticos e traficantes.

Sou um daqueles que peguei um Ita no Norte e vim pro Rio morar, nos bons tempos da Lloyd Brasileiro e da Costeira, esta, a dona dos Itas, e posso me encantar com todas essas paisagens estampadas nos cartões postais, sem precisar pagar o alto preço das passagens aéreas, o aceitável meio de transporte atual para longas distâncias. E dentro de minha surpresa lembrei do que me contou uma conterrânea sobre o sacrifício que foi sua vinda ao Rio para participar do IV Congresso Eucarístico Internacional, realizado em 1955 no Aterro do Flamengo. Ela era adolescente e estudava em João Pessoa num colégio de freiras. Veio sob a guarda das religiosas e ficaram hospedadas no próprio navio em que vieram. Todos os dias saiam do cais do porto para ida e volta a pé até o local do congresso, uma distância de uns 2 quilômetros. Mesmo assim ela se apaixonou pela cidade e tempos depois veio morar aqui, só voltando à terra natal quando a violência no Rio lhe causou muito medo.

Portanto, não posso me queixar ou reclamar por vivenciar e sofrer desde 1950 as venturas e desventuras da outrora Cidade Maravilhosa, incluindo os muitos eventos políticos e culturais. Porque o Rio continua lindo, apesar de seus políticos sacripantas, que causam até nojo quando aparecem na TV, como César Maia, Garotinho, Eduardo Paes, Sérgio Cabral, e muitas dezenas mais.

Jota Effe Esse.



Escrito por Jota Effe Esse às 07h38
[ ] [ envie esta mensagem ]


PUBLIQUE-SE

Nem o destino e sua força

Tem poder pra nos apartar

Se a vida separar nossos caminhos

Eu escrevo outra vez o nome dela

E amarro em meu dede anelar

Assim eu poderei beijá-la sempre

Esteja eu aqui mesmo ou acolá.

Jota Effe Esse.



Escrito por Jota Effe Esse às 09h54
[ ] [ envie esta mensagem ]


OLHANDO O TEMPO

Já passou...

Já passou...

Já passou...

Tudo já passou

Menos o sonho

Nem vai passar...

Jota Effe Esse.



Escrito por Jota Effe Esse às 06h27
[ ] [ envie esta mensagem ]


 

BANCO DA PRÉ VIDÊNCIA

Esse é o banco da minha paixão

Dele eu não saco tostão

Saco estrelas cadentes

Ciganas videntes

Gatonas passantes

Meninas pudentes.

E nele bebo engarrafado em Salinas – MG,

Que me faz comprovar a teoria de Galileu:

Gente, a terra gira!!!

Jota Effe Esse.

 



Escrito por Jota Effe Esse às 18h47
[ ] [ envie esta mensagem ]


[ ver mensagens anteriores ]
 
Meu perfil


, Homem, Portuguese, Portuguese



Histórico
01/11/2014 a 30/11/2014
01/10/2014 a 31/10/2014
01/09/2014 a 30/09/2014
01/08/2014 a 31/08/2014
01/07/2014 a 31/07/2014
01/06/2014 a 30/06/2014
01/05/2014 a 31/05/2014
01/04/2014 a 30/04/2014
01/03/2014 a 31/03/2014
01/02/2014 a 28/02/2014
01/01/2014 a 31/01/2014
01/12/2013 a 31/12/2013
01/11/2013 a 30/11/2013
01/10/2013 a 31/10/2013
01/09/2013 a 30/09/2013
01/08/2013 a 31/08/2013
01/07/2013 a 31/07/2013
01/06/2013 a 30/06/2013
01/05/2013 a 31/05/2013
01/04/2013 a 30/04/2013
01/03/2013 a 31/03/2013
01/02/2013 a 28/02/2013
01/09/2004 a 30/09/2004




Votação
Dê uma nota para
meu blog



Outros sites
 UOL - O melhor conteúdo
 BOL - E-mail grátis
 Camus hcamus@bol.com.br
 Melzinha
 Mude (Edson Marques)
 Srta. Butterfly
 Dora Vilela
 Ana Lucas
 Ponto Ge - Geórgia
 Doidivana - Ivana Leite
 Púrpura
 Loba - BH
 CORA RÓNAI
 Ceci - Viver...
 Jardim de Letras - Crys
 Kika
 Palimpnóia - Arte, Verso e Prosa